Postulantes partilham a experiência missionária

Para reavivar a consciência batismal do Povo de Deus em relação a missão da Igreja, o Papa Francisco escolheu para o Mês Missionário Extraordinário o tema “Batizados e enviados: a Igreja de Cristo em missão no mundo”.

A paróquia São Judas Tadeu por sua vez correspondeu a convocação do Papa Francisco, através da organização em âmbito Paroquial. Iniciada em 10 de agosto com a formação missionária, seguindo com as visitas e oração nas famílias das 13 comunidades, culminado com a celebração Eucarística.

Uma das formas de vivenciar bem este período as Postulantes das Irmãs de Notre Dame fizeram parte da Equipe missionária levando a mensagem de Jesus. Foi um tempo de graça e de novas experiências, sendo igreja em saída, onde Cristo deva ser anunciado e amado.

 “Somos batizados em nome de Deus; somos seus discípulos; somos missionários enviados a pregar o Evangelho”.

Depoimentos:

Participar das missões, respondendo ao Mês Missionária Extraordinário, na Paróquia São Judas foi uma experiência riquíssima. Conhecer as diferentes realidades das comunidades tanto as do interior como urbana, reflete o rosto de Deus. Em muitas das casas visitadas as dificuldades financeiras eram visíveis, mas a riqueza da fé expressa o amor e a bondade de Deus.  – Postulante Aline

A experiência da missão nestes dois meses foi enriquecedora. A oportunidade de realizar a missão tornou-se um momento de graça com as famílias da comunidade. A evangelização que realizei nestas semanas fortaleceu a minha caminhada vocacional. O que mais me chamou a atenção foi a animação dos grupos das comunidades que nos esperavam para a missão. Também podemos sentir os desafios sociais e religiosos que as famílias enfrentam no seu cotidiano. – Postulante Daniela

Durante o Mês Missionário Extraordinário através de cada família que visitei fiquei muito entusiasmada com o “ir” ao encontro do outro levando a Palavra de Deus e partilhando experiências. Recordando sempre o chamado dos primeiros discípulos, que corajosamente, se colocavam a caminho levando esperança. Desse modo a experiência missionária fortaleceu meu chamado vocacional de proclamar a bondade de Deus como discípula missionária Notre Dame! – Postulante Vânia

 

Coragem, Ele te chama!

A semana vocacional inspirou atividades durante todo o mês de agosto no Colégio Notre Dame Rainha dos Apóstolos. Foram realizadas ações com os jovens e adolescentes, buscando compreender as diversas vocações pelas quais o Senhor nos chama, nos ama e nos envia. O objetivo primeiro das atividades que cercaram o projeto foi focar a Promoção da Vocação à vida Religiosa e a vida dos irmãos consagrados.

A 3ª série do EM iniciou as tarefas sobre as vocações assistindo o DVD de Santo Aníbal, um jovem que, ao ver a realidade social de seu país, se apaixona e segue o jovem de Nazaré na vida sacerdotal para fazer o mesmo que Jesus fez. Após apreciarem o filme, os estudantes receberam como desafio relacionar as atitudes de Aníbal junto ao povo sofredor com as necessidades e desafios do mundo moderno. Muitos se emocionaram ao perceber que ainda hoje a missão continua a mesma e que temos muitas pessoas que precisam de nós.

O trabalho da 2ª série do Ensino Médio foi a partir da motivação do SERVIR a Deus por meio do “sim” cotidiano, tendo como exemplo as pessoas consagradas. Num espaço aberto o grupo cantou, rezou e expressou as suas opiniões através de cartazes com frases relativas à entrega de cada vocação, respondendo o seguinte questionamento: Como vocês veem o trabalho das Irmãs do Colégio

Notre Dame Rainha dos Apóstolos e dos Irmãos consagrados?
Dentre as respostas, os educandos destacaram que para eles as Irmãs de Notre Dame “ajudam o próximo, fazem o bem, não casam, rezam, ensinam, falam de deus, amor ao próximo, paciência, vivem a palavra de deus, vão à capela, dão catequese, têm paciência, vão para as missões como a Ir. Eliana”.

Já com os estudantes da 1ª série do Ensino Médio a provocação vocacional girou em torno do tema do CHAMADO e da caminhada que todos temos que fazer na vida, considerando ser necessário dar os primeiros passos, com a certeza de que o caminho será realizado gradualmente e a cada resposta afirmativa à vocação que Deus semeou em nossos corações.
Como culminância, os jovens foram desafiados a participar do encontro com os jovens do Departamento Social Santa Júlia Billiart. Lá, os jovens tiveram a oportunidade de partilhar a experiência de como estão descobrindo sua vocação. Houve, ainda, muito interesse em saber como é a vida religiosa das Irmãs. No final da atividade, a Ir. Lurdes Stefanello respondeu perguntas como: Quem pode ser Irmã? Precisam estudar muito? Elas podem viver somente numa cidade? Podem casar? Todas as Irmãs aceitam ir para outros países?

Houve outro grande momento no Colégio para celebrar a Semana Vocacional, onde os estudantes do Ensino Médio e 9º ano homenagearam as Irmãs da Comunidade Notre Dame Rainha dos Apóstolos cantando o canto: Eis-me aqui, Senhor. O aluno Rafael Pires, do 9º ano A, em nome de todos saudou as Irmãs com esta mensagem:
“A Vida Religiosa é um dom que poucos conseguem assumir, pois para isso o religioso deve abdicar-se para cuidar do próximo; é dizer sim à humanidade e ser servo de Deus espalhados pelo mundo; é amar o próximo e fazer isso sem distinção; é acolher; é ensinar; é alimentar.

Muitas vezes poder ser um caminho tortuoso a seguir, cheio de imprevistos, mas é isso que torna essa vocação tão bonita porque se mostra disposta a ajudar os outros antes de si, não importando o lugar a qual será designada, a servir e fará isso com fé e semeará a esperança por onde passar. E antes de mais nada, é um compromisso não só para com a Igreja, mas com a vida.
Em nome dos estudantes e da Juventude Notre Dame, gostaríamos de homenagear estas mulheres fortes, valorosas e empreendedoras que, em nome de Deus e da Congregação Notre Dame vivem para servir.

Muito obrigado pelo exemplo de vida e dedicação que vocês são para a nossa comunidade. Que nunca falte na vida de cada uma muito amor e esperança, assim como deve ser este cristal luminoso que carrega água pura e repleto de vida”.

Por fim, no dia 17/08, domingo da vocação à Vida Religiosa, as Irmãs da Comunidade Notre Dame Rainha dos Apóstolos deram seu testemunho na missa das 8h e das 10h na Paróquia Rainha dos Apóstolos, contando um pouco da trajetória e inspiração das Irmãs de Notre Dame:
‘A vida religiosa é um desafio para homens e mulheres de fé insondável e de coração misericordioso. Houve o clamor do povo e se colocam a caminho a pedido do mestre. “Ide também vós trabalhar na minha vinha”. A congregação Notre Dame após a 1ª guerra mundial, surge da coragem de uma jovem apaixonada em revelar a bondade do bom Deus, de coração ardoroso e de uma fé inquebrantável, vê a situação do povo juntamente com outras amigas e aceitam o convite do mestre: “Venha também vós trabalhar na minha vinha”. Do seu sim, hoje estamos presentes nos 5 continentes ’

 

Encontro Vocacional

“Acima de tudo, sou um ser humano criado pelo Deus que é amor. Este Deus me criou para viver no amor. Amar a Deus e aos irmãos, eis o sentido do viver”.

Com o objetivo de ajudar as jovens no seu processo de descoberta e escolhas dentro do sentido da vida, foram realizados os primeiros encontros de 2019 em Tapejara/RS (05/05), em Passo Fundo/RS e Cruzeiro do Sul/AC (26/05). Durante os encontros, aconteceram partilhas de vida através de dinâmicas, estudo, oração e descontração.

A reflexão de quem sou eu leva a pensar que a pessoa é um conjunto de fatores: corpo, alma e espírito. Somos alguém com uma história pessoal, crescemos numa família, trazemos a influência das pessoas, dos grupos com as quais entramos em contato e das escolhas que fazemos. Somos ainda o que planejamos para o futuro e os sonhos que nos impulsionam.

É muito importante acolher e amar a vida! Amando a própria vida, agradecendo ao Criador este presente, somos também convidados a amar e a cuida da vida ao nosso redor.

Você deseja participar de nossos encontros?

Entre em contato: http://vocacional.notredame.org.br

 

 

Irmãs de Notre Dame acolhem noviças

Uma cerimônia simples, porém cheia de emoções e significados: assim pode ser definida a Celebração de Ingresso no Noviciado das postulantes Ana Kaele de Sousa Silva, Diana Fernandes Pinheiro, Gloria Elizabeth Flores Jara,  Letícia Andrade da Silva, Natacha de Oliveira, Simoni Lamera Romansin e Thais da Silva Barbosa.

Realizado no domingo (24), o cerimonial reuniu Irmãs de Notre Dame de todo o Brasil – pertencentes às Províncias da Santa Cruz, com sede em Passo Fundo, e Nossa Senhora Aparecida, sediada em Canoas – que presenciaram a resposta corajosa ao chamado de Jesus Cristo para que as seis jovens brasileiras e a peruana sejam suas discípulas .

 

Orientadas pelas Superiores Provinciais, Irmã Araci Maria Ludwig e Irmã Vânia Maria Dalla Vecchia, as postulantes vivenciaram os ritos próprios da Celebração de Ingresso no Noviciado: o recebimento o livro das Constituições – que descreve o modo de vida próprio das Irmãs de Notre Dame; a entrega da cruz que receberam no ingresso ao Postulantado; a inclusão de Maria no seu nome religioso e o recebimento da Cruz que as acompanhará pelo restante da vida, enquanto religiosas. “A Cruz é um símbolo que carregamos todos os dias e significa o nosso compromisso no seguimento de Jesus Cristo como Irmã de Nossa Senhora”, esclareceu Imã Maria Araci Ludwig.

 

Consagração Definitiva de Irmã Claudinéia à Congregação das Irmãs de Notre Dame

O segundo dia do mês de fevereiro marcará, para sempre, a vida de Claudinéia Farias da Cunha, pois, no último sábado (02), durante cerimônia eucarística celebrada na capela da Casa Santa Cruz, a jovem consagrou-se, definitivamente, como religiosa.

Presidida pelo padre Fábio de Morais, a missa solene reuniu Irmãs de Notre Dame, além de amigos e colegas da professanda que, de forma livre e espontânea, pediu à Superiora da Província da Santa Cruz, Irmã Araci Maria Ludwig – representando a Superiora Geral da Congregação, Irmã Mary Kristin Battles -, para consagrar-se definitivamente à Congregação das Irmãs de Notre Dame.

Das mãos de Araci, então, Irmã Maria Claudinéia recebeu a aliança que representa a fidelidade e o compromisso assumidos com a Igreja Católica e com Jesus Cristo, após professar os votos de pobreza, castidade e obediência, que deverá observar, buscando perseverança na frase bíblica, retirada de Hebreus: “Eis-me aqui, ó Deus, para fazer a Tua vontade!”.

Em seguida, prostrada diante de sete velas que representam os dons do Espírito Santo – Sabedoria, Entendimento, Ciência, Conselho, Fortaleza, Piedade e Temor Sublime, a jovem Irmã recebeu as bênçãos das demais religiosas e da comunidade reunida.

Trajetória religiosa:

Irmã Maria Claudinéia Farias da Cunha percorreu um longo caminho até este momento decisivo de sua vocação Religiosa. Ingressou no Postulantado em 06 de agosto de 2006, na Casa Emaús, localizada em Rio Branco – AC. Em fevereiro de 2008, ingressou no Noviciado, em Canoas – RS. Depois de dois anos, fez sua primeira Profissão Religiosa. Então, passados nove anos, consagrou-se definitivamente como religiosa da Congregação das Irmãs de Notre Dame.

Irmãs de Notre Dame celebram Jubileu de Vida Religiosa

Dezenas de anos dedicados a proclamar a bondade de Deus e Seu amor providente foram celebrados na quinta-feira (10), durante a cerimônia de Jubileu de Vida Religiosa Consagrada, realizada na Capela do Colégio Notre Dame. As Irmãs de Notre Dame – que, em 2019, completam 25, 50, 60, 65 e 70 anos de profissão dos votos de castidade, obediência e pobreza – reafirmaram seu compromisso religioso.

Foram 18 as jubilantes que, em cerimônia religiosa, tiveram a sua aceitação à vida religiosa comparada a de Nossa Senhora, quando aquela que dá nome à Congregação a qual pertencem acolheu a vontade divina. A alusão, feita pelo pregador, Dom Rodolfo Luís Weber – Arcebispo da Arquidiocese de Passo Fundo -, seguiu afirmando que sua fé e fidelidade à Igreja são comparáveis as de Maria, pela dedicação e pela reafirmação diária do compromisso de tornar o bom Deus conhecido e amado.

Após o ato religioso, as jubilantes de Prata, Ouro, Diamante, Ferro e Graça foram homenageadas pela Província e pelas comunidades Notre Dame, em gratidão pela sua atuação na Missão, nas áreas de Educação, Saúde, Assistência Social, Evangelização e Pastoral.

Conheça as religiosas que comemoram o Jubileu de Vida Religiosa Consagrada:

Jubileu de Prata – 25 anos dos Votos

Ir. Tereza Borghesan.

Jubileu de Ouro – 50 anos dos Votos

Ir.  Sidonia de Azevedo;
Ir. Cecília Kunzler;
Ir. Ana Rambo;
Ir. Maria Danieli;
Ir. Elena Bini;
Ir. Luiza Maria Costella;
Ir. Therezinha Steffen.

Jubileu de Diamante – 60 anos dos Votos

Ir. Regina Winck;
Ir. Lucilla Heck;
Ir. Maria Francisca Tyburski;
Ir. Hedi Maria Kunkel;
Ir. Maria Líria Libreloto;
Ir. Ivoni Lucia Strehl.

Jubileu de Ferro – 65 anos dos Votos

Ir. Maria Gentil Magagnin;
Ir. Cyria Maria Strehl.

Jubileu de Graça – 70 anos dos Votos

Ir. Maria Anete Becker;
Ir. Ivone Ottilia Schneiger;
Ir. Nelda Luiza Möhlecke.

Consagração Definitiva de Irmã Maria Cacilda

“Eis a serva do senhor, faça-se em mim segundo a tua vontade”.

O versículo de Lucas (1:38) sintetiza o espírito do qual Irmã Maria Cacilda estava imbuída, ao consagrar-se, definitivamente, como Irmã de Notre Dame.

Durante a celebração, realizada em 28 de outubro, a religiosa moçambicana enfatizou estar sempre aberta e disponível a fazer a vontade de Deus, como irmã de Notre Dame, agradecendo à superiora da Província da Santa Cruz, Irmã Araci Maria Ludwig, por ter acolhido, em nome da superiora Geral da Congregação das Irmãs de Notre Dame, Irmã Mary Kristin Battles, seu pedido de consagração definitiva.

Gratidão, alegria, reencontro e confraternização marcam a celebração pelos 95 anos de presença Notre Dame no Brasil

Um dia festivo e alegre, que teve, na gratidão, no reencontro e na confraternização, os ingredientes capazes de renovar a esperança e o comprometimento com a missão Notre Dame: assim pode ser resumido o domingo (19) – data em que a Igreja Católica celebrou o Dia da Vida Religiosa Consagrada. Na ocasião, Irmãs de Notre Dame de todo o Brasil reuniram-se, em Passo Fundo, para comemorar, oficialmente, os 95 anos de presença Notre Dame no País.

São religiosas da Província da Santa Cruz – com sede na localidade do festejo – e da Província Nossa Senhora Aparecida – sediada em Canoas – que, juntas, atuam em 33 municípios, distribuídos em oito estados.

Na capela do Colégio Notre Dame Passo Fundo – a primeira obra das Irmãs no Brasil – elas participaram de cerimônia Eucarística, na presença da superiora Geral da Congregação das Irmãs de Notre Dame, Ir. Mary Kristin. Celebrada pelo arcebispo da Arquidiocese de Passo Fundo, Dom Rodolfo Webber, a missa teve como tônica a gratidão, além de vislumbrar desafios e reforçar a perseverança, por meio dos discursos das superioras Provinciais, Ir. Araci Maria Ludwig e Ir. Vânia Maria Della Vecchia.

A superiora Geral, por sua vez, definiu o trabalho das irmãs de Notre Dame no Brasil como um grande milagre. “Mais de 200 missionárias alemãs aceitaram o difícil desafio de atravessar o Atlântico para começar uma nova vida, em uma nova terra. E, vejam, o milagre aconteceu! As graças se multiplicaram, beneficiando centenas de milhares de pessoas”, enfatizou Ir. Mary.

Após a celebração Eucarística, além de participar de um almoço festivo, as religiosas puderam observar as representações de um navio e de um trem – numa alusão à vinda das missionárias ao Brasil, em 1923. Elas, também, acessaram, via smartphones ou tablets, uma linha do tempo sobre a trajetória da Congregação no Brasil.

Por fim, cada comunidade religiosa foi presenteada com um mimo. A superiora Geral, ainda, surpreendeu as Irmãs com uma bênção Papal para cada uma das Províncias.

Irmã Ismara Libardi professa os primeiros votos como Irmã de Notre Dame

Ismara Cristina Libardi Rocha – que conheceu a Missão, o carisma e o trabalho das Irmãs de Notre Dame por meio do seu site vocacional – professou, neste domingo (15), os primeiros votos como religiosa da Congregação. A celebração Eucarística, realizada na Capela da Casa Santa Cruz, em Passo Fundo, reuniu as Irmãs de Notre Dame das Províncias da Santa Cruz e de Nossa Senhora Aparecida, a família da professanda e o Diácono Marcos Mongim, da Paróquia Santo Antônio de Pádua, localizada em de Iconha (ES) – terra natal de Irmã Ismara.

Embora tenha tido seu primeiro contato com a Congregação das Irmãs de Notre Dame através da internet, após encontros, entrevistas e aprofundamento da vocação pessoal, Irmã Ismara realizou experiência presencial em uma das comunidades religiosas. Depois, tornou-se postulante, concluindo a etapa com o pedido de ingresso no Noviciado – etapa da formação em que discerniu pela vocação à vida consagrada e conviveu diretamente com as Irmãs.

Na manhã de domingo, a jovem Irmã, então, solicitou publicamente à Superiora da Província da Santa Cruz, representando o Governo Geral da Congregação, Irmã Araci Maria Ludwig, o ingresso na Congregação das Irmãs de Notre Dame. “A experiência como noviça me deu forças e a confirmação da minha decisão de seguir Jesus nesta Congregação. Por isso, peço permissão para fazer parte desta família religiosa, professando os conselhos evangélicos de castidade, pobreza e obediência”, justificou.

Como resposta ao pedido, obteve a alegre aceitação de Irmã Araci. “Irmã Maria Ismara, o seguimento radical de Jesus, na Congregação das Irmãs de Notre Dame, supõe a vivência de uma mística e de uma prática iluminada pelo carisma de nossa Congregação, uma profunda experiência da bondade de Deus e de seu Amor Providente”, aconselhou a Superiora.

Serviço de Animação Vocacional utiliza meios digitais:

A divulgação, por meio de mídias sociais e site, da missão e do carisma Notre Dame é feito pela Província da Santa Cruz, com sede em Passo Fundo, pois considera-se que essas mídias também podem ser utilizadas para a evangelização e para ajudar os jovens a despertar sua vocação, explica a responsável pela Equipe Vocacional Notre Dame, Irmã Lenice Rebelatto. “Nosso trabalho é essencialmente voltado para que o (a) jovem busque, de forma madura, sua decisão enquanto vocacionado (a) e encontre o melhor caminho para a sua felicidade. Claro que evidenciamos a Vida Religiosa Notre Dame, mas queremos que, neste ambiente, o (a) jovem encontre conteúdos que o (a) ajudem a trilhar novos caminhos conforme o chamado de Jesus Cristo”, esclarece.

Irmãs de Notre Dame celebram Jubileu de Vida Religiosa

Dezenas de anos dedicados a proclamar a bondade de Deus e Seu amor providente foram celebrados na quarta-feira (10), durante a cerimônia de Jubileu da Vida Religiosa Consagrada, realizada na Capela do Colégio Notre Dame. As Irmãs de Notre Dame – que, em 2018, completam 50, 60, 65 e 70 anos de profissão dos votos de castidade, obediência e pobreza – reafirmaram seu compromisso religioso.

Foram 15 as jubilantes que, em cerimônia religiosa, tiveram a sua aceitação à vida religiosa comparada a de Nossa Senhora, quando aquela que dá nome à Congregação a qual pertencem acolheu a vontade divina. A alusão, feita pelo pregador, Padre Nereu Fank, seguiu, afirmando que sua fé e fidelidade à Igreja são comparáveis as de Maria, pelos anos de dedicação.

Após o ato religioso, as jubilantes de Ouro, Diamante, Ferro e Graça foram homenageadas pela mantenedora e pelas obras e comunidades Notre Dame, em gratidão pela sua atuação na Missão, nas áreas de Educação, Saúde, Assistência Social, Evangelização e Pastoral.

Conheça as religiosas que comemoram o Jubileu de Vida Religiosa Consagrada:

Jubileu de Ouro – 50 anos dos Votos

Ir. Loiva Urban;
Ir. Maria Valdéris;
Ir. Mirtes Helena Roman;
Ir. Neusa Maria Schneider;
Ir. Terezinha Maria Garibotti;
Ir. Zenaide Zabot.

Jubileu de Diamante – 60 anos dos Votos

Ir. Beatriz Gato;
Ir. Hilaria Ottilia Henn;
Ir. Maria Licelda;
Ir. Odilla Colognese;

Jubileu de Ferro – 65 anos dos Votos
Ir. Aurora Bordignon;
Ir. Dilecta Zancan;
Ir. Elza Pinson;
Ir. Maria Clarinda;

Jubileu de Graça – 70 anos dos Votos

Ir. Maria Donatila.