Irmã Imelda Maria Jacoby

Irmã Imelda Maria Jacoby

Irmã Imelda Maria Jacoby

Irmã Imelda Maria Jacoby

O que significa ser Irmã de Nossa Senhora (Notre Dame) junto aos encarcerados?

Ser Irmã de Nossa Senhora (Notre Dame) junto aos encarcerados é para mim um grande privilégio. Considero uma graça divina. É o lugar favorável para eu viver o carisma e espiritualidade a nós confiados. Poder estar lá onde normalmente poucos escolhem como espaço de missão, de trabalho e evangelização… Sou muito agradecida a Jesus que me escolheu, me dá a coragem, a força e a graça da perseverança nesta árdua missão. Agradecida também à Congregação que me enviou e me possibilita ser esta presença como Irmã de Nossa Senhora dentro dos cárceres.- em nossa Diocese de Passo Fundo e também em prisões do Rio Grande do Sul. Aprendo muito com estes irmãos e irmãs. Eles são para mim constante apelo à conversão. Ajudam-me a compreender e viver a Palavra de Deus. Eu preciso deles para ser discípula de Jesus Cristo. Por isso, ser Irmã de Nossa Senhora junto aos encarcerados é:

  • Estar hoje no lugar e com as pessoas que certamente Jesus escolheria.
  • Ser a presença de Jesus, da Igreja e do Carisma da Congregação, no meio dos mais pobres – os presos.
  • Procurar aqueles que para a sociedade são os pecadores, os perdidos, os descartáveis, os que não contam.
  • Ajudá-los a experienciar, através de minha presença, o amor de Deus em suas vidas.
  • Saber acolher, ouvir, ficar próxima, abaixar-me, abraçar, conhecer a história sofrida de cada um – ser boa samaritana -.
  • Ter a alegria de tornar o bom Deus conhecido e amado por eles.
  • Poder vivenciar bem palpavelmente o carisma a nós confiado. Junto aos encarcerados como Irmã de Nossa Senhora testemunhar a bondade de Deus e o seu amor providente.
  • Ser a voz dos esquecidos e abandonados por suas famílias, pelo Estado e a própria sociedade.
  • Ser para eles aquela que lhes apresenta Jesus, assim como fez Maria.
  • Viver a gratuidade, não esperando nada em troca e nem resultados.
  • Respeitar profundamente o ser humano na sua fragilidade, sem condenar ninguém. Eu sei que não são anjos. É preciso dar uma chance! Eu também erro tanto…
  • Descobrir e fazer aflorar neles a semente do bem que ficou escondida.
  • Aprender a solidariedade com eles.
  • Alimentar neles a esperança e animá-los para uma vida nova.

Você percebe como vale a pena ser uma Irmã de Nossa Senhora (Notre Dame), estar próxima dos “leprosos de hoje” e apostar no resgate da dignidade humana, assim como fez Jesus?

Eu a convido: seja você mais uma seguidora de Jesus, como Irmã de Nossa Senhora e chame também outras jovens para dar continuidade a este lindo projeto. Cristo conta com você!

Meu grande abraço.

Ir. Imelda Maria Jacoby

17 thoughts on “Irmã Imelda Maria Jacoby”

  1. Ti parabenizo Irmã Imelda por essa coragem por esse espírito missionário e também pelo trabalho pelo qual você realiza na pastoral carcerária…que exige muita dedicação acolhida e sobretudo uma imensa responsabilidade, inclusive a de fazer o bom DEUS ser reconhecido e nascer no coração dessas pessoas, que muitas vezes são tratados como indigentes…se estão presos é porque fizeram algo para estar ali…mas só DEUS pode dar a essas pessoas o perdão divino…Irmã! Que o Bom DEUS continue te iluminando, fortalecendo, diante desse trabalho tão árduo e que por outro lado você estar contribuindo para um mundo mais justo e fraterno, sem falar nesse exemplo de Irmã que se doa a JESUS CRISTO a favor dos mais necessitados…
    Um forte abraço e minha prece!!

    1. Joyce, fiquei muito contente com o seu comentário incentivador. Obrigada pela força da oração.
      Eu acredito que você também está muito atenta aos apelos que Deus lhe faz. Seja generosa, não tenha medo. Ele sempre lhe dará a graça necessária.

    2. Oi Joyce! Que alegria ter recebido o seu comentário. Ele foi muito importante para mim. Obrigada por seu incentivo, apoio e oração.
      Com certeza, você é bastante sensível e aberta aos apelos do bom Deus. Tenha coragem e prossiga respondendo com generosidade. A sua graça nunca vai lhe faltar. Estou rezando por você.
      Um grande abraço.

  2. Irma Imelda parabenizo por toda a sua vocaçao passaste aqui na candangolandia e deixaste muitas saudades posso te dizer que sempre a admirei por tudo, o que fizeste aqui um grande abraço quando vier a brasilia nao esuqeça de seus amigos

    1. Olá, Clesio! Que alegria encontrá-lo aqui. Obrigada por seu reconhecimento e valorização. Eu também guardo, com muito carinho, o amado povo da Candangolândia no meu coração. Fé, generosidade e bondade são marcas que vocês deixaram para mim.
      Que Santa Júlia, que vocês continuam venerando, com muito amor, interceda por todos.
      Quando eu, oportunamente, passar por Brasília, irei visitá-los.

  3. Irma Imelda, parabens por esse trabalho maravilhoso e divino que a senhora realiza. A muito tempo que eu procurava algo assim, e graças a Deus pude ver que nada esta perdido. Sou católica aposttólica romana, temente a Deus, e sofro por que tenho um filho preso, ele é a minha razão de viver, quero estar viva e bem para poder ajuda-lo, mas nem sei como se a propria sociedade não permite, as pessoas náo permitem, até mesmo as que servem ao senhor dentro da igreja, sem contar que a familia de um preso sofre discriminação e preconceito, infelizmente. Só que isso me fez amar mais e mais meu filho, não o abandonarei jamais. Que Deus abençoe a Senhora, esse trabalhoe, que o Espirito Santo de Deus seja soprado sobre em abundancia, e que Nossa Senhora a envolva no seu manto sagrado, louvo a Deus por sua existencia, fique com Deus.

    1. Querida Maristela!
      Eu compartilho com a sua dor! Imagino o quanto é difícil para a senhora. Continue dando apoio, visitando, rezando e acreditando no seu filho. Deus é muito bom! Ele ama apaixonadamente cada ser humano e ouve o clamor dos oprimidos. Ele quer levantar e dar nova vida a quem a desejar. Confie, mãe!
      Conte, Maristela com nossa oração e dê também um abraço no seu filho dizendo-lhe que ele é muito especial para Jesus e o mesmo dará forças, fé e esperança para, mesmo dentro da prisão, ser sua testemunha.
      Maristela, coragem e muito obrigada pelo seu apoio. Meu grande abraço.

  4. bom dia irmã Imelda que a paz de DEUS esteja com voce ! Eu tenho uma tia que e freira tambem foi ela quem pois o meu nome chiara foi por causa de um princesa e hymewda foi por causa de uma irmã que tinha esse nome e morreu no dia em que eu nasce adorei hoje fazendo um pesquisa de escola para o meu filho quando me deparei com a sua historia vocacional achei muito bonita e foi a sua historia que ele levou para a escola tenha bom dia e permaneça na graça de DEUS um abraço

    1. Oi Chiara! Que bom tê-la encontrado. Imelda foi uma adolescente que viveu e morreu pela Eucaristia. É isso que tb desejo fazer através da presença junto aos nossos irmãos detentos. Que bom que a escola de seu filho oferece espaço para a partilha de histórias vocacionais. Tomara que a juventude, que é tão generosa, descubra a alegria do servir na gratuidade. Um grande abraço e que D. a abençoe.

  5. Bom dia Ir. Imelda Jacoby!
    Li sua história, fiquei encantada pelo seu bonito trabalho juntos aos encarcerados.
    continue firme na sua MISSÃO. Muitas pessoas não tem coragem de fazer esse tipo de trabalho.
    Sou a Francilene irma da Ir. Marilene, não sei se a senhora lembra de mim, mas tenho boas lembranças da senhora, gostei muito quando a senhora veio aqui em Tarauacá. Sentimos saudades de você, pois és uma pessoa muito legal e simpática.
    Abraço Francilene e Rosilene

    1. Queridas: Francilene e Rosilene, é claro que eu lembro de vocês. Foi uma experiência tão linda e inesquecível que fiz no Acre. Ter conhecido a sua família foi uma graça especial. Quanta esperança renasce quando se conhece famílias como a sua. Agradeço também o estímulo que me dão em relação a esta missão junto aos nossos irmãos prisioneiros. Rezem por mim e todos que se dedicam a esta missão. Precisamos de mais apóstolos para que sejam sinal e expressão do rosto acolhedor e misericordioso de Jesus nestes ambientes. Ninguém precisa ter medo. Ele, Jesus está sempre conosco. Um abração para toda a sua família.

  6. Querida Ir. Imelda
    bom natal!
    ich habe dich im internet gefunden.
    ich denke oft an dich und an die zeit in brasilien zurück.
    Ich habe weihnachten mit meinem mann meinen zwei Töchtern Klara e Martha gefeiert.
    Liebe Grüße Renate

    1. Querida Renate!
      Que alegria ler a sua mensagem. Obrigada pelas notícias. Você também deixou muita saudades aqui no Brasil. Vou esperar uma foto das suas filhinhas, certo? Pode escrever em alemão, ainda dou conta de entender. Um grande abraço com muito carinho.

  7. Iniciou um novo ano e nossa missão e cada vez maior, é junto aos encarcerados que encontramos Jesus que o vemos em cada preso e em cada mãe desesperada que visita o filho, não vamos desistir vamos fazer o que Jesus nos ensinou que é resgatar os sofridos…….Mas para isso precisamos continuar contando com seu apoio com sua força, como é importante !!!

Deixe uma resposta para Joyce Carvalho Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *