vocacional-nd-irma-liana

Irmã Liana Freitas

Com alegria partilho meu caminhar vocacional. Sou Ir.vocacional-nd-irma-liana Liana Freitas, nasci em Rio Branco – Acre e trabalho como Assistente Social.

O trilhar vocacional não se faz sozinho, mas com as pessoas e as realidades sociais que nos cercam. Há muitos elementos que marcaram minha decisão vocacional, entre eles: a família, a comunidade paroquial e a realidade social que me cercava. No cotidiano destas realidades Deus foi me inquietando e chamando.

Na dimensão familiar, ressalto o apoio e incentivo de minha querida mãe, uma mulher de profunda fé e grande cultivadora da espiritualidade através da oração e aprofundamento bíblico. A convivência familiar me fez compreender o sentido de pertencer a uma comunidade paroquial, onde atuei nas pastorais: litúrgica, catequética, pastoral da criança e da juventude. Na paróquia, tive oportunidade de conhecer o trabalho das irmãs de Nossa Senhora nas diversas atividades pastorais. Chamava-me a atenção o testemunho missionário das irmãs que deixaram suas terras para, no interior da Amazônia, realizar sua missão e doar sua vida. O despertar para a Vida Consagrada, deu-se no contato direto com o testemunho e os trabalhos realizados pelas irmãs. Os encontros vocacionais despertaram em mim o desejo de seguir a Jesus Cristo na Vida Consagrada.

O questionamento direto de algumas irmãs: “Você já pensou em ser irmã?”, bem como o incentivo da minha família e pessoas da comunidade, foram traduzindo o chamado de Deus em minha vida. As primeiras respostas foram negativas: “Eu, irmã? Não…” Na adolescência meus planos já estavam traçados, queria fazer faculdade, ter minha casa, filhos, alcançar uma posição social melhor. Mas a pergunta “Você já pensou em ser irmã?” foi me inquietando… E Deus foi mudando os planos e a ordem dos valores, pouco a pouco foi me conquistando.

Diante das inquietações que o chamado foi provocando em mim, busquei luz diante do Cristo-Eucarístico e, diante do pequeno sacrário da capela da minha paróquia, supliquei a Deus que me mostrasse o caminho e, interiormente, vivenciei a experiência que marcou minha caminhada, pude experienciar a presença envolvente e impulsionadora que me lançou no caminho do seguimento de Jesus.

No meu caminhar vocacional, nem tudo foi claro, tive medo, resisti, mas busquei força, sustento e respostas na Palavra de Deus, na oração, na Eucaristia e nos acontecimentos cotidianos que foram me revelando a vontade de Deus em minha vida. E assim fui descobrindo, aceitando e vivendo minha vocação. Agradeço a Congregação necessário: formação espiritual e profissional e preparo para a missão.

A missão como Assistente Social, junto ao povo mais sofrido, atendidos em nossas obras sociais, me ajuda a reconhecer as feições de Cristo nas realidades sociais e me motivam a doar minha vida através desse serviço. Sinto-me feliz e realizada em minha vocação e profissão!

O caminhar vocacional é constante, a cada dia é necessário renovar novamente o SIM, como o fez Maria, a grande discípula-missionária, que sigo confiante minha caminhada vocacional.

2 thoughts on “Irmã Liana Freitas”

  1. Como é confortador ver, ouvir, ler e testemunhar histórias bonitas de joivens que entregam sua vida a Jesus Cristo.
    Siga, jovem, você também o exemplo dessa jovem e de tantas outras que nesse espaço também escreveram sua história vocacional.
    Rezar todos os dias por boas e santas vocações é nosso compromisso batismal.

  2. Interessante conhecer a história e as motivações da Ir. Liana em seguir a vida religiosa e, assim, compreender melhor a sua dedicação ao trabalho no Depto. Social Santa Júlia Billiart em São Paulo.

    Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *